O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos foi revisado para cima pelo Departamento de Comércio do país na última quarta-feira (29), e cravou um avanço de 3,3% da economia norte-americana no terceiro trimestre do ano. A leitura é a mais forte em três anos para o período.

A revisão ocorre depois de uma estimativa inicial de 3% de crescimento do PIB do país – que vem forte nos últimos trimestres. O resultado, no entanto, manteve-se em linha com as projeções dos analistas do Wall Street Journal, que esperava uma leitura maior que os dados divulgados anteriormente pelo Departamento de Comércio.

 

Economia aquecida

O novo relatório sobre a economia norte-americana mostrou também um crescimento no lucro das empresas dos Estados Unidos, que subiu 4,9% no terceiro trimestre. Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, os lucros das companhias avançaram 10% entre os meses de julho e setembro.

O investimento das empresas também veio mais forte que o primeiro cálculo do Departamento do Comércio. Os investimentos em ativos fixos não residenciais subiram 4,7% no trimestre, ante 3,9% divulgados anteriormente.

Os gastos com consumo pessoal da população norte-americana – que representam mais de dois terços do PIB do país, no entanto, tiveram ligeira queda de 0,1% em relação à leitura inicial de 2,4%.

A releitura, no entanto, mostrou um crescimento ainda maior do que se esperava, reforçando o bom momento da economia dos Estados Unidos ao longo de 2017.