Valor de mercado da Microsoft superou capitalização da Apple nos EUA após alto nas ações da companhia de Bill Gates a semana passada; empresa segue como a maior companhia norte-americana do mundo em valor de mercado

 

Poucos meses depois de ter atingido a marca inédita para uma empresa norte-americana de US$ 1 trilhão em valor de mercado, a Apple perdeu o posto de companhia mais valiosa dos EUA para a Microsoft. Após apresentar fortes avanços na bolsa americana na semana passada, a companhia de Bill Gates vale, nesta segunda-feira (30), mais que Apple, Amazon e Alphabet (Google) no mercado mundial.

A disparada da Microsoft teve início na última quarta-feira (28), depois que o valor de mercado da companhia avançou US# 3 bilhões, com investidores otimistas com os serviços de computação em nuvem da empresa. Os avanços da Microsoft seguiram nos pregões seguintes – deixando para trás companhias de peso como a Amazon e a Apple – que, quatro meses atrás, ocupava a posição de empresa norte-americana de capital aberto mais valiosa do planeta.

 

 

De acordo com a agência Bloomberg, esta é a primeira vez que a Microsoft briga de igual para igual com a Apple em termos de valor de mercado desde meados de 2010. Isso porque, de lá para cá, a empresa fundada por Steve Jobs vem acumulando sucessos e conquistando com mais solidez a confiança dos investidores.

Desta vez, no entanto, os serviços de nuvem Azure e as fortes vendas de PCs em 2018 têm mantido o otimismo do mercado em relação à Microsoft – enquanto a Apple perdeu 20% do seu valor de mercado desde a divulgação dos números para o terceiro trimestre.

 

Ações em alta em Wall Street

Na manhã desta segunda-feira (3), as ações da Microsoft seguiam em alta em Wall Street, sendo negociadas a US$ 110,89 – uma alta de 0,64%. Já os papéis da Apple recuavam 0,54% no primeiro pregão da semana, valendo US$ 178,58.

Com as recentes movimentações do mercado para Apple e Microsoft, o valor de mercado da empresa de Bill Gates segue em US$ 852,9 bilhões, enquanto a Apple tem valor de capitalização estimado em US$ 847,4 bilhões. Por enquanto, portanto, a Microsoft – fundada há quase 44 anos –  segue desbancando as rivais e se mantém no posto de empresa mais valiosa dos EUA.