Saiba o que são dividendos e entenda como lucrar com estes rendimentos ao longo dos anos investindo em empresas sólidas do mercado financeiro

 

Lucrar com investimento em ações é o desejo da maior parte dos investidores que têm perfil moderado ou agressivo e que compõe parte da sua carteira de investimentos com ações de empresas – nacionais ou estrangeiras. O que muita gente ainda não sabe que, mais do que lucrar com a valorização das ações no longo prazo, é possível ganhar bons rendimentos com os dividendos ao longo dos anos.

Uma estratégia pouco explorada pelos investidores brasileiros, adquirir ações com foco no pagamento dos dividendos pode ser uma excelente opção para investidores de qualquer idade – e uma boa oportunidade para conseguir uma renda extra em diversas fases da vida.

Quer saber mais sobre os dividendos e descobrir como você pode lucrar com eles? Então continue a leitura e entenda um pouco mais sobre este tema!

Acompanhe!

 

 

Entendendo os dividendos
Os dividendos nada mais são que as distribuições de parte dos lucros de uma sociedade anônima aos acionistas da empresa. O pagamento é feito de maneira proporcional à quantidade de ações que cada investidor possui.

A remuneração dos dividendos é paga em dinheiro, ações ou até mesmo em na forma de direitos de propriedades – variando conforme o estatuto de cada companhia. A periodicidade também varia bastante: existem empresas que pagam dividendos anualmente, enquanto outras remuneram seus acionistas semestral, trimestral ou até mensalmente.

Os investidores que compram ações de determinadas empresas visando o recebimento de dividendos costumam escolher companhias com bons fundamentos e empresas mais consolidadas, que não precisam realizar grandes investimentos ao longo do tempo. Como conseqüência, estas empresas tendem a gerar mais lucros e dividir boa parte deste montante com seus acionistas – que acabam sendo melhores remunerados em relação à empresas que necessitam de investimentos e expansão contínua.

Vale ressaltar, entretanto, que não são todas as empresas listadas em bolsa que pagam dividendos aos seus acionistas. Também é preciso que o investidor saiba que, aquelas companhias que pagam dividendos, nem sempre realizam esta distribuição de lucros – que pode deixar de ocorrer, por exemplo, em situações nas quais a empresa tem prejuízo em um determinado período do ano. O pagamento é, portanto, variável.

 

As vantagens dos dividendos
Investir em ações com foco no recebimento dos dividendos é uma estratégia utilizada por grandes investidores ao redor do mundo, e bastante vantajosa para muita gente – sobretudo para quem busca receber rendimentos periodicamente oriundos dos seus investimentos.

Uma das muitas vantagens dos dividendos é o fato de estes rendimentos serem isentos de Imposto de Renda. Isso ocorre porque a companhia que paga os dividendos já faz a dedução do Imposto de Renda antes de distribuir seus lucros aos investidores.

Além disso, os acionistas que recebem dividendos podem optar por reinvestir estes proventos e comprar mais ações para sua carteira de investimentos – resultando no aumento do patrimônio aplicado em ações e no recebimento de rendimentos ao longo do tempo.

 

Como saber se uma empresa é boa pagadora?
Para conseguir bons resultados com dividendos, é imprescindível que o investidor, além de buscar empresas com bons fundamentos, identifique se a companhia é ou não uma boa pagadora destes rendimentos. Para calcular o percentual dos dividendos pagos por cada ação – e verificar se a empresa paga um bom rendimento – é preciso encontrar o dividend yeld.

O dividend yield é um indicador utilizado para medir justamente a rentabilidade dos dividendos de uma companhia em relação ao preço de suas ações negociadas em bolsa. Quanto maior o dividend yield, melhor pagadora de dividendos uma empresa é.

 

Os dividendos nos Estados Unidos
No Brasil, as companhias são obrigadas, por lei, a distribuir dividendos aos seus acionistas. Nos Estados Unidos, no entanto, a política de dividendos funciona de maneira bastante diferente.

No mercado norte-americano não existe uma garantia – ou obrigação – de pagamento dos dividendos aos acionistas. Existem grandes empresas em Wall Street que reinvestem os lucros na expansão do próprio negócio e não pagam dividendos aos seus acionistas.

Por outro lado, há gigantes listadas nos Estados Unidos que pagam grandes somas de dividendos – em dólar – aos investidores todos os anos. A Apple, por exemplo, se tornou, em 2017, a maior pagadora de dividendos do mundo, ao pagar 10,5% de dividendos aos seus acionistas.

Outra grande empresa norte-americana que paga excelentes dividendos é a Exxon Mobil que, por bastante tempo, foi a empresa que melhor remunerava seus acionistas através de dividendos em todo o planeta. Ford Motor, AT&T, General Motors, entre outras, também costumam ter alguns dos melhores dividend yields entre as ações listadas em NY, segundo a provedora de informações financeiras Economatica.

 

Por que investir em dividendos?
Investir em ações que pagam dividendos pode ser uma boa opção para conquistar uma fonte extra de renda – no curto, médio e, principalmente, no longo prazo. Para os investidores mais jovens, por exemplo, optar por seguir uma estratégia baseada em dividendos e realizar aportes periódicos em ações que distribuem dividendos – preferencialmente reinvestindo o ganho na compra de novos papéis, pode resultar em um grande acúmulo de patrimônio e rendimentos em alguns anos.

Isso não significa que investidores mais experientes não possam iniciar a qualquer momento a construção de uma carteira baseada em ações pagadoras de proventos. Quanto mais cedo estes investimentos ocorrerem e quanto maior a recorrência dos aportes, no entanto, melhores são as chances de obter resultados satisfatórios com esta estratégia – que podem ser muito úteis para os mais diversos momentos, como a aposentadoria.

Na hora de montar sua carteira de ações com empresas pagadoras de dividendos, não se esqueça de buscar companhias sólidas e consolidadas e que, preferencialmente, sejam conhecidas por pagar altos dividendos aos seus acionistas – seja no Brasil ou nos Estados Unidos. Com disciplina e boas escolhas você conseguirá montar um porftólio sólido de ações pagadoras de dividendos e conseguirá conquistar uma boa rentabilidade recorrente – proveniente de dividendos –  no futuro.